segunda-feira, 23 de maio de 2011

O por que ''trabalhar'' na obra de Deus?

Por que muitos que se dizem crentes acabam vivendo anos e anos de uma vida vazia e simplesmente morna na fé?
Eu logo que me converti pensava que esse ''simples'' ato de aceitar a Jesus como Senhor e salvador de minha vida me dava o direito de ficar na minha, aquele tipico crente de banco, que ia de domingo cedo ou a noite na igreja e sentado no fundo achava que estava como Deus queria.
Acho que muitos ainda se veem dessa forma e o pior, se acham corretos como eu me achava também, irmão eu atento para que você se mexa, saia do seu mundinho de conforto e esteja disposto a fazer muito mais do que está fazendo (ou as vezes nem está fazendo).
Encare Deus como Pai, mas não espiritual mas como seu pai humano mesmo.....Acha que ele se alegraria de um filho ''preguiçoso'' ou acomodado? Aquele que o pai olha pro lado e ele ta sempre com sono, com desculpas e não ajuda em nada....Pois é, Deus é assim conosco, ele nos deixa escolher o que e como fazer as coisas, mas da mesma maneira ele derrama suas bençãos sobre aqueles que estão se movimentando, aqueles que tem sede por almas e vão a frente de sua obra.
Deus é um pai zeloso, mas um pai que recompensa mesmo sem merecermos através das obras de nossas mãos.
Deixe de ser um crente chorão e murmurador, deixe de ser um crente esquenta banco e vá para a frente de batalha de Deus.
Vá em frente e se disponha, assim verá que Deus tem muito mais pra derramar do que quando era um simples telespectador das coisas de Deus.
Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se sentiu abençoado com essa postagem?
Comente: